Banco Central: significado, principais funções e importância

Qualquer movimentação financeira realizada no Brasil segue algumas regras básicas que são reguladas pelo Banco Central – também conhecido como Bacen, BC ou BCB.

A constante movimentação do mercado financeiro é o que a economia de um país precisa para se manter estável e até crescer.

É justamente aí que entra o Banco Central, órgão do qual você entenderá melhor nas próximas linhas.

 

O que é o Banco Central

O Banco Central do Brasil é uma autarquia federal autônoma, ou seja, tem autonomia perante a outros órgãos do poder público.

Dessa forma, ele está subordinado a nenhuma outra instituição.

Mesmo assim, opera com a supervisão do governo federal e está ligado ao Ministério da Economia.

O Bacen é responsável por fazer o mercado financeiro funcionar adequadamente, criando e fiscalizando regulamentações que as instituições do mercado financeiro devem seguir.

Sejam as tarifas cobradas pelos bancos ou a quantidade de dinheiro em circulação no país – que influencia diretamente a inflação -, é a instituição que controla todas as operações monetárias e cambiais no país.

O Bacen tem o intuito de garantir a estabilidade do poder de compra da moeda nacional no território nacional.

Aliás, toda e qualquer instituição do mercado financeiro está sujeita às fiscalizações do BC e precisam de sua autorização para operar.

Por exemplo, os bancos têm liberdade para ofertar produtos, mas devem cumprir regras rígidas de como operar no mercado, de modo a população ficar “protegida” de abusos por parte das instituições financeiras.

 

Principais funções do Banco Central

De modo a deixar mais evidente as funções básicas do Bacen, dá só uma olhada na lista abaixo.

 

Controlar a inflação

Talvez este você tenha identificado do que foi falado no tópico anterior.

Pois saiba que o principal instrumento do BC é decidir sobre a taxa básica de juros da economia: a SELIC.

É por meio dela que a autoridade monetária é capaz de afetar a quantidade de moeda em circulação no país.

“Como assim?”

Por exemplo, quando há a expectativa do mercado (retirado pelo Boletim FOCUS do próprio BC) de uma alta da inflação em um determinado período, a SELIC pode ser elevada para que haja retirada de “dinheiro” na economia

Consequentemente, isso reduziria a demanda por bens e serviços pelas empresas e famílias.

 

Depósitos de operações internacionais

O Bacen também se responsabiliza pela reserva nacional de moedas estrangeiras no país.

Com uma das maiores reservas internacionais do mundo em dólares, essa quantia fica sob a guarda do BC.

Basicamente, isso funciona como uma espécie de “seguro” em momentos de especulação cambial e sinaliza o poder que o país mantém perante adversidades no mercado internacional.

 

Supervisionar o sistema financeiro

Ao buscar garantir que todas as instituições estejam de acordo com as normas e regras estipuladas pelo próprio BC, o mesmo garante no sistema financeiro:

  • A estabilidade;
  • A capacidade;
  • O desenvolvimento;
  • O equilíbrio do sistema financeiro.

Leia também: Cade: o que é, estrutura e como pode te impactar

 

Atuar no mercado de câmbio

Apesar de, desde 1999, o câmbio no Brasil ser flutuante e o BC não determinar as taxas entre a nossa moeda – o real – contra moedas de outros países. ele pode atuar a qualquer momento.

“Como?”

Utilizando suas reservas internacionais para comprar e/ou vender dólares no mercado à vista ou a prazo para combater alguma especulação ou choque sobre a nossa moeda.

“Por que isso?”

Para conter as oscilações que possam ter efeitos sobre o IPCA (inflação).

 

Emitir a moeda nacional

É a única instituição autorizada a emitir a moeda nacional, ou seja, as notas e moedas do real – o dinheiro que usamos no dia a dia.

Para se ter ideia, a fabricação do dinheiro em si é feita na Casa da Moeda do Brasil, mas é o Bacen quem emite determina o quanto de moeda será produzido.

 

Áreas e órgãos ligados ao Banco Central

O Banco Central é dividido em algumas unidades centrais, regionais e especiais espalhadas pelo país.

Todas elas sob a responsabilidade do presidente do Bacen e diretores da instituição.

Aliás, a indicação ao nome que vai presidir essa entidade é feita pelo presidente da república e votada no Senado.

Para administrar as unidades do Bacen, a instituição conta com o apoio da SECRE (Secretaria Executiva da Diretoria), que é formada pela:

  • Secretaria para Assuntos Administrativos;
  • Secretaria para Assuntos da Diretoria e do Conselho Monetário Nacional;
  • Secretaria para Assuntos Parlamentares;
  • Secretaria de Relações Institucionais.

Todas juntas possuem a função de apoiar o BC no bom funcionamento do sistema financeiro, fiscalizando as unidades e facilitando a troca de informação entre elas.

 

A importância do Bacen para a economia

O Banco Central é uma importante ponte entre a economia brasileira e a economia de outros países.

Por isso suas decisões e alinhamentos também são pensados segundo demandas de outros Bancos Centrais – sim, outras nações também têm instituições do tipo -, conforme a estratégia de relações internacionais do país.

A importância do Bacen para a economia e para que o sistema financeiro funcione é grande, até porque existem funções que, oficialmente, são exclusivas, como:

  • Emissão de moeda nacional;
  • Operar compra e venda de títulos públicos como instrumento de política monetária;
  • Coordenar políticas monetárias, orçamentárias, fiscal, de crédito e da dívida pública (seja ela interna ou externa);
  • Autorizar e fiscalizar todas as instituições financeiras que atuem no Brasil;
  • Controlar o fluxo de capital estrangeiro.
  • E mais…

 

Como meus investimentos estão ligados ao Banco Central

Simples…

Se a corretora ou o banco em que você está não cumprir com as normas e regras, o Banco Central pode punir a instituição – e isso, de algum modo, pode afetar seus investimentos.

A propósito, vale lembrar que existem investimentos diretamente ligados à inflação, como o Tesouro Direto.

Se o Bacen controla a inflação, ele altera diretamente a rentabilidade do dinheiro que está investido em alguns dos títulos públicos do Tesouro Direto – obviamente, aqueles com a rentabilidade atrelada à inflação.

Portanto, sempre fique esperto nas movimentações e no que está acontecendo no BC.

Botão Quero Aprender sobre Macroeconomia para Investidores

spot_img

Continue Aprendendo

spot_img