O que são Fundos ESG e como começar a investir nessa opção?

Sustentabilidade e responsabilidade socioambiental são assuntos cada vez mais presentes no cotidiano de cada um de nós. Os noticiários abordam constantemente o tema das alterações climáticas, os países do mundo todo se reúnem em busca de soluções e é claro que tudo isso reflete na economia. Os fundos ESG são exemplos desse impacto. 

Mas, afinal, o que eles são e como funcionam? É sobre isso que vamos conversar ao longo deste artigo. Confira! 

O que é Fundo ESG?

ESG é a sigla para Environmental, Social and Governance, que em português significa Ambiental, Social e Governança. 

Logo, os ESG são fundos de investimento que reúnem investidores com interesse em aplicar capital em empresas que possuem valores e práticas que realmente contribuem para:

  • a preservação do meio ambiente, 
  • bem-estar da sociedade ao seu entorno, 
  • garantia de justiça e integridade dentro das instituições.

Ao participar de fundos ESG, você  investe  nessas empresas por meio de aplicações de capital na compra de títulos de ações. 

Essa é uma forma de investidores aproveitarem os movimentos positivos do mercado em relação à sustentabilidade e ao desenvolvimento socioambiental.

Como são criados os fundos ESG? 

Os fundos de investimento ESG são criados por corretoras que também os administram e os oferecem  ao mercado.

Em 2020, a XP Investimentos criou o Trend ESG Global, que foi o primeiro fundo dessa categoria a integrar o catálogo da corretora.

Além do fundo, é possível  investir em carteiras ESG com um mix de empresas com indicadores relevantes em relação aos critérios necessários para a categoria. 

Como as empresas são avaliadas para o fundo? 

A criação de um fundo ESG exige uma avaliação criteriosa das empresas que vão participar dele e receber os investimentos. Entre os parâmetros que são analisados pela a gestão do fundo estão:

  • práticas corporativas, 
  • declarações financeiras, 
  • inclusão social no negócio, com oferecimento de oportunidades iguais para diferentes minorias da sociedade;
  • ações sociais desenvolvidas para melhorar o bem estar da sociedade no entorno,
  • transparência na gestão, 
  • adoção de políticas anticorrupção, 
  • implementação de uma remuneração justa e igualitária, 
  • boas práticas para redução do impacto ambiental da empresa, como redução de emissão de carbono, redução de resíduos,
  • projeções financeiras, balanços internos e demais documentos financeiros,
  • programa de valorização de pessoas e mais. 

Outros critérios também são avaliados, mas a partir desses, já é possível compreender que o estudo sobre as empresas dos fundos ESG é realmente baseado em parâmetros relevantes, com impacto nas três áreas que constroem a sigla em questão. 

Vale considerar também que para um fundo de investimento ESG é necessário a combinação de práticas ambientais, sociais e de governança e não apenas o foco em uma ou outra dessas áreas. Todas precisam ser prioridades para as companhias  que integrarão os fundos.

Essa combinação leva à  compreensão de que os fundos ESG investem em empresas que prezam pela sustentabilidade, não apenas no discurso de marketing, mas na prática. 

Com o fim da etapa de escolha das companhias, os recursos dos investidores começam a ser aplicados nas organizações selecionadas, por meio da compra de ações.

Como investir em fundos ESG? 

Mas, como começar a investir em fundos ESG? Para isso você precisará seguir um passo a passo simples: 

  1. Escolha uma corretora que oferece fundos ESG, como a XP ou a Rico
  2. Faça seu cadastro no site da corretora escolhida para que possa ter acesso às opções que ela oferece,
  3. Identifique os produtos ESG disponíveis e avalie o que melhor se adapte ao seu perfil e à sua realidade, 
  4. Escolhido o fundo ESG, transfira para a conta da corretora o valor que pretende aplicar,
  5. Faça a aplicação, espere o prazo de cotização e pronto! Você será um investidor do fundo ESG. 

Tendências de crescimento para fundo de investimento ESG

As movimentações do mercado financeiro, sem dúvida, estão atreladas às movimentações fora dele. 

Questões políticas, por exemplo, interferem nas taxas, impactam na curva de juros e podem até mesmo definir os tipos de investimentos que vão crescer ou entrar em queda no país. 

>>> Conheça o curso: Cenários e investimentos: macroeconomia para investidores

Com a crescente presença dos debates socioambientais, empresas de vários setores passaram a investir em soluções que atendessem a demanda do mercado por organizações mais comprometidas e envolvidas com o meio ambiente e com a sociedade ao entorno. 

Por exemplo, é cada vez mais comum que organizações desenvolvam produtos com embalagens biodegradáveis para diminuir  o impacto negativo da produção da empresa no planeta. 

Esses movimentos, é claro, refletem  no mercado financeiro, uma vez que, atualmente, muitos investidores prestam atenção a essas questões e, desse modo, preferem alocar seus recursos em empresas que promovam essas causas.  

Os fundos ESG são resultado de toda essa mudança de valores em algumas áreas e para alguns agentes da economia. 

Se o mercado consumidor busca por companhias  com soluções mais sustentáveis e dão preferências a elas ao realizarem uma compra, essas empresas passam a faturar mais e a ampliar sua lucratividade. 

Os valores dos dividendos dos investidores tendem  a aumentar e as ações são valorizadas. 

É por isso que acompanhar as tendências de mercado faz parte do dever de casa dos investidores, mesmo os que estão apenas começando. 

Atualmente, um dos papéis mais interessantes dos fundos ESG é a contribuição para a diversificação da carteira de investimento. Quando bem construída,  essa prática tem o poder de aumentar a rentabilidade total dos investimentos e reduzir o risco de perdas. 

Para aprender mais sobre essa prática, te convidamos a conhecer o curso Diversifique sua carteira” da Xpeed School. O curso é prático e oferece muitos insights relevantes, além de uma metodologia completa. Vale a pena conhecer!

Campanha de um combo de cursos online sobre "Diversificar Carteira de Investimentos" da Xpeed School.

spot_img

Continue Aprendendo

spot_img