Tudo o que você precisa saber sobre microeconomia

A microeconomia é um fator fundamental a ser considerado pelos empreendedores. Veja mais sobre seu conceito, composição, vantagens e desvantagens.

Empreender é muito mais que abrir um negócio e atender a uma clientela. Para que uma empresa se mantenha em pé, é fundamental considerar que fatores externos também impactam nos resultados e que é preciso lidar com eles, e um desses fatores é a microeconomia.

Talvez você ainda não saiba, mas a microeconomia é uma das bases econômicas. Por isso, entender seu conceito é importante para avançar em outras frentes dessa ciência. Veja no artigo abaixo mais sobre o que a compõe, bem como vantagens e desvantagens.

Microeconomia: o que é?

Como dissemos — e o próprio nome sugere — a microeconomia está inserida no contexto da economia. Para entendê-la, é preciso antes considerar que a economia tem como função estudar fenômenos relacionados à produção, distribuição e uso de recursos para o consumo de bens e serviços.

A microeconomia é justamente um fragmento desse conceito. Nela, o objetivo é estudar o comportamento individual dos agentes envolvidos no sistema econômico. Entre esses agentes, pode-se considerar produtores, empresas, consumidores e até mesmo grupos familiares.

Neste caso, se a função da economia é estudar a sociedade como um todo, a microeconomia considera variáveis individuais e de menor complexidade.

Um exemplo é como o dia a dia e decisões de uma empresa influenciam na formação de preços dos produtos comercializados. Outro, é como o consumidor divide sua renda entre o consumo de necessidade e o supérfluo.

Em resumo, a microeconomia relaciona as características e comportamento dos agentes e como eles se relacionam com o mercado.

>>> Além de empreendedor bem-sucedido você pode ser um investidor bem-sucedido. O caminho a percorrer não precisa ser longo, basta ser certeiro. No vídeo abaixo, a Clara Sodré dá cinco passos de como começar.

O que o princípio da oferta e demanda tem a ver com a microeconomia?

Poucas coisas explicam tão bem o funcionamento de um mercado como o princípio da oferta e demanda. Esse é um dos temas estudados no contexto da microeconomia e que ajuda a compreender a formação de preços. Antes de falarmos mais sobre essa relação, vamos relembrar o conceito desse princípio.  

Basicamente, a oferta está relacionada com a quantidade de um produto que é disponibilizado no mercado. Ela pode ser afetada pelo custo da matéria-prima e até mesmo pela capacidade de produção.

Já a demanda consiste no volume de busca dos consumidores por um determinado produto. Ela depende diretamente das tendências apontadas pelo mercado, assim como das necessidades e poder de compra dos clientes.

Como o foco da microeconomia é analisar os cenários individuais da cadeia, a oferta e demanda respondem diretamente por eles. De um lado, produtores e empresas que, isoladamente, atuam na entrega de um produto. Do outro, o comportamento do consumidor que influencia na demanda de compra.

O que a microeconomia avalia dentro desse contexto? Como a oferta e a demanda são influenciadas pelos fatores individuais. Vamos usar como exemplo a cana.

Entre os meses de abril e novembro ocorre a colheita da cana. Nesse período, a oferta é grande, já que a capacidade de produção é alta. Se nesse momento não houver um alto volume de consumidores interessados em cana, a tendência do preço é de baixa.

Por outro lado, se houver um grande volume de consumidores buscando pelo produto entre os meses de dezembro e março, a tendência é que seu valor suba. Deu para entender?

É nesse cenário que a microeconomia atua. O objetivo é entender se os preços praticados pelas empresas está sendo justo e também competitivo. Isso baseado em variáveis como a oferta e a demanda.

O que compõe a microeconomia?

Ao longo desse artigo nós apresentamos o conceito da microeconomia e um dos princípios relacionados a ela, o da oferta e demanda. Agora, vamos mostrar de que maneira tudo isso se relaciona ao empreendedorismo.

Para que um negócio dê seus primeiros passos, é preciso olhar para as condições e necessidades do mercado. São essas informações que darão insumos para seu crescimento. Já em uma empresa já estabelecida, os fatores externos continuam sustentando as estratégias. Isso significa que é fundamental que as instituições estejam sempre de olho em como as movimentações do mercado influenciam em seu dia a dia.

Para ajudar, reunimos os cinco temas mais relevantes que são estudados pela microeconomia e que estão diretamente relacionados às empresas.

Fatores de produção

No princípio da oferta, explicamos que conhecer detalhes sobre a matéria-prima é importante para garantir a entrega do produto. Entre os fatores, seus custos, tempo de produção e situações que podem influenciar ou interferir no processo.

Quando um empreendedor conhece a fundo esses detalhes, tem mais propriedade para definir o preço e a qualidade de seu produto. Além disso, essas informações também ajudam a tornar os processos mais simples e dinâmico.

Mercado

Toda empresa que deseja atuar no mesmo nível de seus concorrentes precisa estar atenta ao mercado. Isso significa avaliar tendências e oportunidades, bem como eventos que podem influenciar no setor.

Todos esses fatores revelam se existe oportunidade de aquecimento ou queda e como isso pode interferir na oferta e na demanda do seu negócio.

Demanda

A oferta de um produto deve, inevitavelmente, estar atrelada à sua demanda. Na ausência dessa informação, as chances de prejuízo por excessos ou rupturas no estoque, por exemplo, são altíssimas.

Para que isso não aconteça, o empreendedor deve olhar para as necessidades de seu público e se planejar a partir disso.

Precificação

Definir o preço de um produto pode parecer uma tarefa fácil, mas é uma das que mais atrapalham a sobrevivência de um negócio.

Antes que a etiqueta de preço chegue até o produto, é preciso avaliar fatores como custo de produção, valor agregado e intenção de lucro.

Público-alvo

Nenhum dos fatores acima impedirão a queda de uma empresa se ela não conhecer seu público-alvo. Afinal, é o perfil do cliente que orienta todas as ações e estratégias e, claro, resulta em lucros.

O que pode afetar a microeconomia?

Por mais que a microeconomia avalie contextos de menor proporção, alguns fatores podem afetá-la. É o caso das crises econômicas ou, como recentemente observamos, uma pandemia. Em situações como essas, o consumidor tende a perder seu poder de compra, reduzindo a demanda e afetando a oferta.

Esse é mais um motivo para que as empresas fiquem atentas ao mercado, incluindo crises e indicadores macroeconômicos, além de seus próprios setores de atuação. Um negócio antenado pode prever e se antecipar a situações, podendo diminuir custos, produção e até mesmo preço.  

Como a microeconomia se diferencia da macroeconomia?

Em oposição à microeconomia, a macroeconomia tem como função avaliar contextos de grande proporção. Isso significa indicadores como taxas de juros, PIB e inflação. Além disso, ela também olha para as interferências do mercado de maneira ampla. Exemplo: como a inflação interfere no poder de compra do consumidor.

Neste caso, podemos dizer que a microeconomia se diferencia da macro pela ótica para a qual olha para uma sociedade. O foco se concentra nos setores produtivos e no comportamento dos consumidores. Dessa maneira, a microeconomia se baseia em uma análise construída de baixo para cima, começando pelos fatores específicos para, então, se desdobrar por questões maiores.

Vantagens e desvantagens da microeconomia

A principal vantagem da microeconomia é que ela ajuda uma empresa a definir seus preços. Por olhar para indicadores individuais e de menor contexto, esse processo é feito com mais clareza e precisão.

Por outro lado, o fato de olhar para uma fração da sociedade também pode significar uma desvantagem. Se um país não apresenta bons números, os negócios podem ser afetados. É por isso que uma análise de qualidade deve ser pautada pelos dois cenários.

Você sabia que a macroeconomia também interfere nos investimentos? No curso Macroeconomia para Investidores você entende como o cenário econômico de um país pode gerar ganhos ou perdas para o mercado. Para se inscrever, é só clicar aqui.

spot_img

Continue Aprendendo

spot_img