O que é análise fundamentalista? Confira a importância dessa técnica! 

A análise fundamentalista é um dos principais estudos para quem deseja investir de forma adequada e sustentável a longo prazo. Essa técnica é geralmente aplicada para avaliar empresas na bolsa de valores no Brasil e no exterior.

Junto à análise técnica, a análise fundamentalista está entre as mais comuns estratégias de investimentos de renda variável.

Se você tem interesse em entender melhor o que é análise fundamentalista, este post fornecerá as respostas necessárias. Acompanhe a gente!

O que é análise fundamentalista?

A análise fundamentalista é o estudo da situação financeira, econômica e mercadológica de uma empresa, de modo a observar diferentes alternativas de investimento.

A ideia, basicamente, é compreender o negócio e a expectativa para os resultados obtidos a médio e longo prazo.

Dessa forma, o profissional dessa área – o analista fundamentalista – busca identificar o potencial de crescimento do lucro da empresa, já que é justamente essa parte que leva suas ações a valorizar no mercado.

Esse tipo de diagnóstico funciona como ferramenta eficaz para que o investidor faça o verdadeiro retrato de uma empresa listada na bolsa de valores, o que o leva a decidir melhor se vale a pena investir no ativo ou não.

Portanto, se você deseja se tornar um investidor de renda variável, é mais que necessário entender a importância da análise fundamentalista e como funciona.

Como funciona a análise fundamentalista?

A compra de ações, segundo a análise fundamentalista, depende da avaliação de diferentes aspectos. São eles:

Análise macroeconômica 

Este diz respeito ao estudo do cenário – como o próprio nome diz – macroeconômico em que uma empresa está inserida.

Nesta etapa, são considerados dados como:

  • PIB (Produto Interno Bruto) do país;
  • Índices de inflação;
  • Taxa de câmbio;
  • Taxa de juros

Análise setorial

Neste momento, o investidor parte do âmbito geral para o particular, entendendo que o cenário externo não impacta todos os setores da mesma maneira. Taxas de câmbio elevadas, por exemplo, são benéficas para exportadoras, mas ruins para empresas que operam com importação. 

Por isso, é preciso observar o segmento de atuação da empresa cujas ações são consideradas. Nessa situação, é importante avaliar:

  • incentivos governamentais concedidos ao setor; 
  • tamanho e faturamento do segmento; 
  • capacidade instalada (além da concorrência e dos diferenciais competitivos do setor);
  • posicionamento do segmento no mercado de importação e exportação;
  • novos entrantes/barreiras de entrada

Análise da empresa 

Para entender por completo o que é análise fundamentalista de ações, é essencial, também, estudar os aspectos “micro”. Uma avaliação minuciosa sobre a empresa pode ajudar na projeção do seu crescimento no mercado de ações. 

Leve em conta o desempenho econômico-financeiro das organizações ao longo dos anos e acesse dados estratégicos, como: 

  • balanços financeiros;
  • demonstrativos de resultados;
  • fluxos de caixa;
  • reputação e credibilidade da companhia

>>> Dica de leitura: Tudo o que você precisa saber sobre ações

Quais os principais indicadores fundamentalistas? 

Os dados coletados na avaliação dos cenários macro e micro ajudam a construir os indicadores da análise fundamentalista. Eles possibilitam uma avaliação mais precisa sobre o potencial da ação. A seguir, citamos alguns dos indicadores fundamentalistas:

P/VPA (Preço/Valor Patrimonial)

Indicador que diz o quanto os investidores estão dispostos a pagar pelo patrimônio líquido da empresa. Seu cálculo, tal qual o nome diz, é feito a partir da divisão do preço da ação dividido pelo valor patrimonial correspondente. 

PSR (Price to Sales Ratio ou relação Preço/Vendas)

Mede o desempenho de vendas de uma companhia. O cálculo do PSR é feito por meio da divisão entre o valor da empresa e sua receita operacional líquida.

Índice Preço/Lucro 

Indicador utilizado para avaliar o preço das ações. Preço é o valor da ação na bolsa e lucro é o ganho líquido por cada ação no mesmo período de análise.  

Lucro Líquido

É a diferença entre receitas e gastos da operação. 

Patrimônio Líquido (PL)

Indicador que aponta a diferença entre o valor dos ativos (bens e direitos a receber pela companhia) de uma empresa e o seu passivo (obrigações com terceiros e com os sócios).

Ebitda

Ebitda (sigla em inglês para Earning Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization) analisa o desempenho operacional da companhia e mensura a produtividade e eficiência. O índice representa o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização.

Margem Ebitda

Indica a margem de lucro operacional de um negócio. Seu cálculo é possível por meio da divisão entre o Ebitda registrado pela companhia em determinado período e as receitas.

Dividend Yield

Também chamado de Taxa de Retorno com Dividendos, o Dividend Yield mede o rendimento de uma ação com o pagamento de dividendos. Seu cálculo é feito por meio da relação entre os ganhos distribuídos pela empresa e o preço das ações da empresa na bolsa. 

ROE (Return on Equity, ou Retorno sobre o Patrimônio Líquido)

Mostra quão eficiente é a empresa ao usar seus ativos para obter lucro. Seu cálculo é feito a partir da divisão do lucro líquido da empresa no último ano fiscal pelo patrimônio líquido. 

>>> Sugestões de leitura: conheça mais indicadores da análise fundamentalista

Análise fundamentalista x análise técnica: qual a diferença?

A análise técnica parte do princípio de que todos os fatores do mercado são refletidos no preço do ativo.

Assim, ao utilizar o gráfico, procura identificar o comportamento dos preços durante um determinado período.

O objetivo é identificar padrões de repetição para tentar prever os movimentos.

Para que fique mais evidente, vamos pegar quatro pontos em que podemos diferenciar ambas as análises:

  • Base: na análise fundamentalista, o estudo do valor das ações é feito a partir da situação econômica, financeira e mercadológica de uma empresa. Na análise técnica, a avaliação do preço dos ativos é a partir da evolução dos gráficos de preço vs. tempo, identificando padrões de repetição;
  • Tempo: a primeira análise é realizada pensando nos médio e longo prazos, enquanto na técnica grafista é nos curtíssimo, curto e médio prazos;
  • Para quem: a análise fundamentalista se adequa mais a investidores, administradores e traders; a segunda, a traders e investidores;
  • Lógica: para o primeiro método, existe um valor real para cada ação, ligado ao desempenho da empresa. Para o segundo, quando o gráfico do preço de um ativo começa a desenhar um determinado padrão, supõe-se que esse padrão se completará e existe dependência entre as oscilações dos preços.

Análise fundamentalista: vantagens e desvantagens

Vantagens 

Cada vez mais utilizada no mercado de capitais, os conceitos desta análise têm se tornado mais acessíveis aos investidores.

Uma das grandes vantagens nesse estudo está em ser bastante abrangente e completa, o que ajuda a proporcionar a segurança de que diferentes perspectivas foram consideradas antes que uma decisão fosse tomada.

Outra vantagem é que a análise fundamentalista se aplica bem para investimentos com foco no longo prazo.

Um investidor que pretende comprar ações para mantê-las na carteira por muito tempo precisa estar certo de que está analisando todos os elementos do negócio.

Desvantagens 

A desvantagem, dependendo do ponto de vista, é a exigência de conhecimento aprofundado e tempo para ser cumprida com eficiência.

Caso não atenda esses requisitos, o risco maior será realizar um estudo incompleto e com resultados ruins.

Além disso, uma crítica comum é o fato de que, muitas vezes, os movimentos do dia a dia do mercado não refletem as perspectivas apontadas pelos analistas – isso se deve, principalmente, à desconexão de expectativas.

Como o princípio dessa análise é que no longo prazo as cotações de mercado dos ativos acabam convergindo para o valor real, os investidores interessados em operar com maior frequência no pregão provavelmente não se sentem satisfeitos com esse tipo de estudo.

Aprenda mais sobre análise fundamentalista

Se você gostou de descobrir o que é análise fundamentalista e acredita que o método pode te ajudar a escolher ações de forma mais estratégica, que tal avançar no aprendizado sobre o assunto? 

Assista a este vídeo e saiba mais sobre o tema:

Outro modo de aprendizado é fazer o curso Introdução ao Universo de Trading, da XP Educação. Nessa formação, aprenda os principais conceitos do mercado de ações, inclusive as diferentes análises.

Comece agora!

spot_img

Continue Aprendendo

spot_img