Planejamento financeiro para viajar: 4 sugestões para criar o seu 

Cuidado com hospedagem, traslado, passagens, passeios e outros gastos: esses são detalhes de um planejamento financeiro para viajar que, na maioria das vezes, não fazem parte da estratégia de quem pretende se aventurar mundo afora. 

Uma pesquisa feita pela agência de viagens Decolar, em 2019, comprovou a displicência do povo brasileiro ao organizar uma viagem.

Para se ter uma ideia, o planejamento para uma viagem internacional acontece em até 72 horas antes do embarque. 

Tratando-se de viagens nacionais, a programação com uma agência de viagens, por exemplo, acontece somente um mês antes do passeio. 

Levando em conta os dados, é importante mudar esse pensamento se você quiser relaxar em várias partes do mundo sem se preocupar com os gastos. 

Ao longo deste artigo, separamos várias dicas de como se organizar para uma viagem e aproveitar ao máximo. Vamos lá?

Planejamento financeiro para viagens: 4 vantagens

1. Maior chance de descontos

Poupar dinheiro para viajar requer organização antecipada, certo?

No momento em que você procura uma agência de viagens, o estabelecimento deseja que você aceite a proposta desejada. Para conquistá-lo de vez, a agência oferece diversos descontos. 

Dias a mais no hotel, passeios nos pontos turísticos e brindes são algumas promoções para atrair o consumidor, o que é um ótimo sinal de venda. 

Quem sai ganhando? Ambos os lados: o cliente por poupar seu dinheiro e aproveitar o máximo; por outro lado, a agência, por aumentar as chances de fidelização. 

2. Mais tempo para achar pacotes de qualidade

Fazer o planejamento financeiro para viajar com antecedência também pode te proporcionar os mesmos benefícios com preços mais em conta, antes mesmo dos descontos.

Sua pesquisa por diversas agências lhe dá o direito de comparar preços e benefícios entre os concorrentes. 

Mas lembre-se de que o custo-benefício pode ser uma dor de cabeça. Isto é, pacotes com valores muito baixos podem oferecer qualidade precária, portanto, analise a qualidade do produto: o que é oferecido e por quanto tempo.

3. Mais oportunidades de fazer passeios e atividades

Quando você realiza um planejamento, é provável que analise mais de um cenário possível. Afinal de contas, é possível que haja imprevistos ao longo do caminho como, por exemplo, mudanças climáticas. 

Suponhamos que você viaje para uma região quente do País, no entanto, durante a viagem você se depara com dias frios e chuvas intensas. Provavelmente parte dos passeios programados será interrompido ou cancelado, o que, possivelmente, te frustará. 

Como você não deseja passar dias inteiros em um hostel ou em um quarto de hotel, é importante procurar alternativas que funcionem fora de um clima habitual.

Neste caso, as agências de viagens ou o próprio local onde você está hospedado podem sugerir outras atividades prazerosas para você não perder a viagem. 

4. Maior probabilidade de sobrar dinheiro 

Quando estabelecemos um teto de gasto diário para uma viagem, a tendência é usarmos menos do que o limite estipulado para, em caso de emergência ou na decisão de comprar algo a mais, utilizar essa reserva. 

>>> Leia também: Como consttruir um planejamento financeiro em três passos

Como fazer um planejamento financeiro para viajar?

1. Escolha o local e defina uma rota com antecedência

Além de escolher um local específico para a viagem, definir a rota enquanto estiver pelo local também se torna uma estratégia importante. Assim, você conhecerá melhor a região, e aproveitará tanto quanto gostaria.

Ao determinar a rota, você estará pensando na distância, o tempo na estrada, os gastos com pedágio (caso alugue um carro), os custos com alimentação na estrada, etc. 

Esse planejamento não garantirá que as coisas aconteçam exatamente como planejou, no entanto, irá ajudá-lo a melhorar sua relação com o dinheiro e a se prevenir de intempéries. 

2. Comece a guardar dinheiro e estabeleça um limite de gastos

Desde o momento em que decidiu fazer uma viagem ou até mesmo antes, comece a guardar uma quantia exatamente para isso. 

Além disso, defina o teto dessa quantia, ou seja, uma ideia de orçamento máximo que pretende dedicar a esse objetivo. Essas atividades são essenciais para guiar os passos seguintes em relação a sua viagem.

3. Invista o dinheiro da reserva para a viagem

Durante os meses que precedem a viagem, guarde o dinheiro reservado em algum título de renda fixa com vencimento próximo à data da viagem. Dessa forma, o seu dinheiro fica seguro e ainda gera rentabilidade para você gastar mais durante o passeio. 

A renda fixa é uma modalidade procurada por investidores que buscam rendimentos mais estáveis e seguros. Ela é chamada dessa forma porque possui uma rentabilidade previsível. Os mais populares são CDB, Tesouro Direto, LCI e LCA, entre outros. 

4. Analise os custos da viagem

Provavelmente essa seja a etapa mais importante de todo processo de planejamento financeiro para viajar. 

Nesta parte, dependendo do lugar para onde vai, você deve cogitar a possibilidade de alugar carro, analisar preços de pedágios, saber preços de combustível, e por aí vai. E não custa lembrar novamente: cuidado com preços muito baixos em certos locais, pois pode ser indício de que o serviço não seja de qualidade.

Uma opção interessante com custo-benefício e eficiente é se hospedar em ‘hostels’. Em muitos casos, esses locais são tão confortáveis quanto hotéis.

Sobre o transporte, busque alternativas ao carro durante a sua viagem. Muitas cidades pelo mundo tem transporte público eficiente e com preços mais acessíveis. Além disso, deslocar-se de uma cidade para outra de trem sai mais em conta, além de ser um passeio agradável para conhecer a natureza. 

Outro tópico importante do planejamento financeiro para viagens internacionais é a conversão da moeda. Nesse caso, opte sempre por fazer a troca da moeda em casas de câmbio, uma que vez que os valores e taxas cobrados são menores do que os realizados em aeroportos ou lojas. 

Outra dica é comprar a moeda estrangeira aos poucos ao longo do tempo que preceda a viagem. Isso te possibilitará aproveitar melhor as altas e baixas do mercado financeiro.

Planejamento financeiro para viajar: bônus

Não há dúvida de que a palavra-chave para fazer um planejamento financeiro para viagens é disciplina. Com mil e uma coisas para resolver, é preciso estar atento aos detalhes, justamente porque tudo envolve dinheiro. 

Se você tem uma vida financeira desequilibrada, o problema é maior ainda. E não será em pouco tempo (caso a sua viagem seja em dias ou semanas) que você mudará seus hábitos. 

Por isso, se você tem dúvidas de como lidar com suas finanças, nós podemos dar uma ajudinha para você.

O Combo: Curso de Educação Financeira, da Xpeed School, é um material rico para remodelar o seu modo de ver o dinheiro. São quatro cursos da Escola de Educação Financeira que irá ajudá-lo a ter autoconhecimento sobre seus gastos e, assim, criar um planejamento financeiro para viagens ideal.

Quer evoluir financeiramente? Clique no banner e saiba mais sobre o curso.

Imagem da campanha de um curso online "Aprenda Tudo sobre Educação Financeira" da Xpeed School.
banner graduação da xp educação

Continue Aprendendo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui