Bolsa de Valores

Quem procura opções de investimentos mais rentáveis não pode descartar a Bolsa de Valores. É lá que os principais negócios do mercado financeiro acontecem e, também, onde estão os maiores investidores.

Porém, antes de começar a sua jornada, é preciso muito estudo e conhecimento. Afinal, investir no Ibovespa não é como se aventurar numa casa de apostas. Portanto, entender o seu funcionamento é essencial para obter bons resultados. 

Muitas pessoas acham que aplicar na Bolsa é uma tarefa complexa. Entretanto, quem se propõe a entender, percebe que investir em ações não é tão difícil como se costuma dizer por aí. 

Muito pelo contrário: as pessoas passam a enxergar uma série de oportunidades. Não é raro encontrar investidores que pensam: “porque não comecei antes?”. Para que você não seja uma dessas pessoas, que tal se aprofundar no assunto? 

Leia Mais

O que é Bolsa de Valores?

A Bolsa de Valores é o principal espaço para negociar ações, fundos imobiliários, títulos públicos, ETFs, commodities, entre outros tipos de investimentos.

Ao começar a aplicar nela, é possível fazer estratégias que tragam muito mais rentabilidade para o seu dinheiro. Especialmente se comparado a investimentos de renda fixa tradicionais, como, por exemplo, a poupança, CDBs, CDIs, Tesouro Direto, entre outros. 

Ao olharmos pelo lado das empresas, a Bolsa é, também, um excelente espaço para levantar recursos que estimulem o desenvolvimento das companhias.

Quando elas decidem abrir capital nesse mercado, captam recursos milionários que podem ajudar a fazer investimentos estratégicos. Com isso, os investidores criam expectativas sobre a evolução dessas corporações.

A Bolsa de Valores também é um excelente termômetro para avaliar a economia tanto do país quanto do mundo. Afinal, toda notícia que gera impacto no cenário político ou econômico acaba refletindo no “humor” dos investidores. Seja ela positiva ou negativa. 

História da Bolsa de Valores

A Bolsa de Valores é mais antiga até mesmo do que o descobrimento do Brasil.

Segundo relatos, esse conceito surgiu em meados do ano de 1.285, na Bélgica, quando alguns membros da nobreza começaram a se juntar para “fazer negócios”. Um deles pertencia à família Van der Burse, cujo brasão eram três bolsas. Como as negociações aconteciam nessa residência, ela acabou sendo chamada de “a casa das bolsas”. 

No Brasil, as primeiras informações sobre uma Bolsa de Valores ocorreram nos anos 1820, no Rio de Janeiro. Com o tempo, muitas outras foram criadas, mas apenas em 1890, em São Paulo, foi criada a Bolsa Livre.

Além de ter sido o grande destaque na época, ela acabou unificando todas as outras. Após muitas mudanças, nos anos 2000 ela passou a ser chamada de Bovespa, tornando-se assim a única bolsa de valores em território brasileiro. 

Pouco tempo depois, em 2008, com a implementação de outros negócios além de ações — como moedas, commodities, metais e índices — passou a ser chamada de BM&F Bovespa. Atualmente, leva o nome de B3 - Brasil Bolsa Balcão. 

Como funciona a Bolsa de Valores?

A Bolsa de Valores possui dois principais mercados para fazer as negociações.

No Mercado Primário, a empresa negocia suas ações com investidores pessoa física, um fundo de investimento ou, até mesmo, um investidor estrangeiro. Ao comprar uma ação, o investidor passa a ser, de certa forma, um dos sócios da companhia. Se ela mostrar bons resultados ao longo do tempo, mais pessoas vão querer comprar os seus papéis, aumentando, assim, o seu valor de mercado devido à procura. Esse processo é inversamente proporcional.

Já o Mercado Secundário é responsável por fazer operações com volume financeiro muito maior. Geralmente, esses negócios são realizados por grandes bancos ou corretoras.

Na maioria dos casos, essas transações acontecem entre os próprios investidores, ou seja, um compra as ações do outro, sem envolver a empresa diretamente. Apesar disso, é no mercado primário que a maioria das negociações acontece. 

O que é negociado na Bolsa de Valores?

A Bolsa de Valores tem uma série de investimentos em seu portfólio, e atende a todos os perfis de investidores. Tudo isso para compor uma carteira conforme a sua estratégia, equilibrando fatores de risco versus retorno esperado.

Os ativos mais negociados nos pregões são as ações das companhias. Afinal, o volume financeiro desses papéis é bem maior do que os outros. Mas quais são eles?

Além das ações, os investidores podem aplicar em Fundos Imobiliários (FIIs), em Exchange Traded Funds (ETFs), além de Opções. Cada um deles possui uma característica e um nível de risco diferente. Cabe ao investidor estudar todos eles para saber como incluí-los na sua estratégia.   

Principal Bolsa de Valores do Brasil

Apesar do Brasil já ter tido nove bolsas de valores em várias regiões do país, atualmente existe apenas uma e ela é conhecida, desde 2017, como B3.

Após uma série de mudanças ao longo dos anos, a B3 se consolidou como uma potência no mercado sul-americano, atraindo investidores de todo o mundo. Seja para negócios de renda variável ou renda fixa, atualmente é o principal espaço para fazer investimentos no Brasil.

Como investir na Bolsa de Valores?

Para investir na Bolsa de Valores, você precisa, antes de tudo, abrir conta em uma corretora autorizada pelo Banco Central.

Após a instituição analisar os seus dados, sua conta será criada. Transfira um valor da sua conta bancária para a conta da corretora. Ao cair o dinheiro, você já poderá comprar e vender ações por meio do home broker da corretora. O ideal é estudar a plataforma para saber como fazer as suas operações. 

Vale a pena investir na Bolsa de Valores?

A Bolsa de Valores é um excelente espaço para você fazer investimentos mais rentáveis. Com uma estratégia equilibrada e escolhendo boas empresas, é possível ter um retorno considerável, especialmente quando falamos de longo prazo. 

O mais indicado é melhorar cada vez mais os seus conhecimentos sobre esse mercado. Ao investir somente em ativos de renda fixa, você poderá perder boas oportunidades em renda variável. Pense nisso.   

Como você pôde ver, aplicar na Bolsa de Valores pode ser uma ótima alternativa para os seus investimentos. Antes de tudo, porém, é preciso muito estudo para saber como escolher os melhores ativos.

Sabendo como utilizar, esse mercado pode ser uma ótima opção para fazer o seu dinheiro trabalhar por você. Que tal começar agora?

Como funciona a bolsa de valores: o que é, tipos de ativos e como investir?

A bolsa de valores é um ambiente de negociação em que investidores compram e vendem ativos financeiros representados por títulos de empresas com capital público, misto ou privado.  Muita gente...

Smal11: o que é e como investir?

Quem já acompanha e conhece bem o mercado de investimentos, certamente sabe o que é Smal11. Porém, se...

Ibovespa: o que é e como é composto o mais importante índice da bolsa?

Saber o que é Ibovespa deve estar entre as prioridades de quem está começando a operar na bolsa...

Cash Cow: saiba o que é e conheça empresas consolidadas no mercado

Embora não seja muito conhecido no Brasil, o termo cash cow representa muito para quem deseja lucrar e...

O que são índices de bolsas mundiais? Como eles impactam os investimentos?

“Bolsas mundiais sobem em decorrência do acontecimento X” ou “Bolsas mundiais recuam após o evento Y”. Você certamente...
spot_img

Smal11: o que é e como investir?

Quem já acompanha e conhece bem o mercado de investimentos, certamente sabe o que é Smal11. Porém, se você ainda está começando a estudar...

Ibovespa: o que é e como é composto o mais importante índice da bolsa?

Saber o que é Ibovespa deve estar entre as prioridades de quem está começando a operar na bolsa e deseja construir uma carteira de...

Cash Cow: saiba o que é e conheça empresas consolidadas no mercado

Embora não seja muito conhecido no Brasil, o termo cash cow representa muito para quem deseja lucrar e viver de dividendos.  Porém, não são só...

O que são índices de bolsas mundiais? Como eles impactam os investimentos?

“Bolsas mundiais sobem em decorrência do acontecimento X” ou “Bolsas mundiais recuam após o evento Y”. Você certamente já ouviu manchetes como estas nos...

Principais índices da bolsa de valores: o que são e para que servem?

Você conhece os principais índices da bolsa de valores? Se acompanha o Ibovespa, que é o indicador mais importante da bolsa brasileira, já está...

Imposto sobre venda de ações: como funciona a cobrança e como declarar no IR?

Entender como funciona o imposto sobre a venda de ações é tão importante quanto saber em quais papéis investir. Afinal, o menor dos erros,...
spot_img