Cloud Computing

A tecnologia é a grande aliada do nosso cotidiano, pois ela possibilita diversas oportunidades de processos que agilizam a realização de ações e o planejamento de tudo que queremos fazer. Com a internet, qualquer método ficou mais prático e fácil de acessar, ainda mais com a computação em nuvem, o cloud computing. 

Hoje em dia tudo acontece na 'nuvem'. Guardar e acessar informações nunca foi tão fácil e acessível. 

Sabe quando você edita um documento online, assiste um filme em streaming ou mesmo ouve música em um aplicativo? Isso tudo é resultado da eficiência do cloud computing. 

Essa tecnologia é aquela que permite uso remoto de recursos da computação por meio da conectividade da Internet, fazendo com que as pessoas e as empresas tenham mais flexibilidade no acesso à informação. 

Quer saber mais sobre ela? Então continue a leitura!

Leia Mais

Para que serve cloud computing?

Entender a popularidade da computação em nuvem é bem fácil. Para isso, basta comparar com os modelos mais tradicionais e antigos de computação, os quais os usuários necessitam investir em downloads, hardwares, softwares e outros sistemas operacionais para realizações de processos ou qualquer ação com ferramentas digitais. 

O cloud computing surgiu como modelo de democratização das informações, com o intuito de melhorar a acessibilidade, ter mais entregabilidade e melhorar a experiência do consumidor e operador da tecnologia em si, ambos em busca de mais resultados. 

Outras vantagens? Esse método proporciona:

  • redução de custos com infraestrutura, pois elimina os gastos na compra de outros sistemas, bem como suas instalações, implementações e manutenções;

  • economia do espaço, já que tudo é armazenado online;

  • centralização da informação, impedindo que as informações estejam em locais diversos, com diferentes tipos de formulários de autenticação e acesso;

  • maior segurança de dados, pois sua usabilidade permite um monitoramento de tudo que está sendo feito.

A partir disso, o cloud computing se tornou a escolha preferida de muitas empresas e usuários em geral. Não se esqueça que muitos dos aplicativos que consumimos hoje, como redes sociais e streaming, vieram de serviços hospedados em nuvem.

Como funciona e quais os benefícios?

Uma grande dúvida é o que a tecnologia faz para guardar todas essas informações na nuvem. É bem simples e prático: o cloud computing é como um servidor remoto que existe no grande mundo online e conecta dispositivos a outros recursos centralizados. 

Para isso, ele utiliza uma camada de rede para conectar esses dispositivos periféricos dos usuários (computadores, smartphones e acessórios portáteis) a outros recursos centralizados no data center, isto é, uma instalação física que as empresas usam para hospedar aplicativos e dados essenciais. A partir disso, ele conta com diferentes modelos de serviços que você verá no próximo tópico. 

Agora falando de benefícios, além dos já mencionados, também há mais:

  • colaboração, pois pessoas podem acessar as informações em tempo real, o que facilita a colaboração no trabalho;

  • controle de qualidade, uma vez que mantém todos os dados centralizados e com os mesmos padrões para registros e otimização de resultados;

  • prevenção de perdas, já que são menos vulneráveis e mais fáceis de reverter uma situação do que um documento de informação física que foi jogado fora, por exemplo;

  • atualizações automáticas, sem precisar se preocupar em estar alinhado com as tendências do mercado e em fazer atualizações manuais e constantes.

Quais os tipos de cloud computing?

Sabendo o conceito e a funcionalidade do cloud computing, é importante entender os modelos existentes para identificar qual mais se adequa aos seus objetivos e que pode facilitar o seu dia a dia.

Confira os quatro principais encontrados no mercado:

SaaS (Software como serviço)

O SaaS é um modelo que possibilita a acessibilidade de um software sem comprar sua licença, ou seja, você usa gratuitamente, muitas vezes com recursos ilimitados. Um exemplo é o próprio Google Drive. 

No entanto, ele também possui opções com planos de pagamentos, que se cobra uma taxa fixa e como benefício oferece outros recursos que melhoram a experiência e satisfação do usuário.

Nesse formato, qualquer pessoa consegue acessar o software pela Internet, sem a necessidade de se preocupar com a instalação, configuração ou qualquer investimento em licenças.

Alguns exemplos seriam ferramentas de CRM, ERPs, além de Skype, WhatsApp e outras redes sociais. Por isso, é o mecanismo mais popular. 

PaaS (Plataforma como serviço)

Nem tão conhecido como o primeiro, mas ainda sim relevante, neste modelo você encontra um ambiente completo de desenvolvimento on demand, ou seja, que atende o usuário com o conteúdo na hora e com o que ele quiser. 

Com ele é possível criar, modificar e otimizar softwares e aplicativos. Sendo que sua maior vantagem é a infinidade de recursos, como sistemas operacionais, ferramentas de desenvolvimento, sistemas de gerenciamento de bancos de dados, entre outros.

Quer usar um desse? A única exigência é em programar sua aplicação por uma equipe de desenvolvimento. O resto fica com a função do provedor. 

IaaS (Infraestrutura como serviço)

Aqui a computação em nuvem utiliza de recursos alugados, como servidores, routers, racks, datacenters, hardware e outras ferramentas que permitem a transmissão e o armazenamento de dados.

Devido a esses fatores, acaba sendo um pouco mais caro, pois dependendo do provedor e do modelo escolhidos, a empresa pode ser cobrado pelo número de servidores usados e a quantidade de dados que serão utilizados e armazenados. 

Um exemplo seria a utilização de um chatbot para venda, o qual o serviço cobra pela quantidade de operadores e vendedores no fluxo contratado. 

A grande vantagem deste modelo é a sua escalabilidade, fazendo com que uma empresa cresça, agregue valor ao seu negócio e atenda as demandas dos clientes sem aumentar muito seus custos.

Function as a Service (FaaS)

Por último, há esse modelo que está sendo caracterizado como uma das maiores tendências da computação em nuvem para os próximos anos, devido aos benefícios que oferece em comparação ao PaaS. O FaaS, tornou-se uma alternativa a ele.

Com o FaaS, os recursos são consumidos apenas quando uma função (ou código) da aplicação é executada. O servidor apenas responde a eventos isoladamente, ou seja, cada ação é descartável e não mantém relações entre si. O resultado? A execução de algo e a tarefa em questão têm o mesmo ciclo de vida.

Use o cloud computing no seu dia a dia!

Agora só depende de você aplicar essa tecnologia na sua rotina. 

Está preparado(a) para implementar?

Cloud Computing: tudo o que você precisa saber para ingressar na área com o pé direito

Cloud computing ou computação em nuvem é um modelo de fornecimento de serviços computacionais sob demanda via internet. Dentre os principais exemplos, temos: soluções de armazenamento e compartilhamento, softwares...

Entenda o que é armazenamento em nuvem e como ele funciona

Talvez você já tenha ouvido em algum lugar que “subir o arquivo para a nuvem” era mais seguro....

O que é Azure? Descubra para que ele serve e como funciona

Se você chegou até aqui, provavelmente está ansioso por descobrir o que é Azure. De cara, podemos já...

AWS Lambda: entenda sobre esse conceito de computação

A cada dia que passa a tecnologia se torna mais essencial em nossa rotina. São tantas possibilidades que...

Conheça os 10 mitos da computação em nuvem

A computação em nuvem, por sua própria natureza, é singularmente suscetível aos perigos dos mitos. É tudo sobre...
spot_img

Entenda o que é armazenamento em nuvem e como ele funciona

Talvez você já tenha ouvido em algum lugar que “subir o arquivo para a nuvem” era mais seguro. Alguns celulares também contam com a...

O que é Azure? Descubra para que ele serve e como funciona

Se você chegou até aqui, provavelmente está ansioso por descobrir o que é Azure. De cara, podemos já dizer que é um serviço da...

AWS Lambda: entenda sobre esse conceito de computação

A cada dia que passa a tecnologia se torna mais essencial em nossa rotina. São tantas possibilidades que ela traz que fica difícil definir...

Conheça os 10 mitos da computação em nuvem

A computação em nuvem, por sua própria natureza, é singularmente suscetível aos perigos dos mitos. É tudo sobre recursos entregues como um serviço, com...

Cloud Computing: tudo o que você precisa saber para ingressar na área com o pé direito

Cloud computing ou computação em nuvem é um modelo de fornecimento de serviços computacionais sob demanda via internet. Dentre os principais exemplos, temos: soluções...
spot_img