Aprenda o que é a Técnica Feynman + 5 passos de como aplicá-la

Está com dificuldades para aprender um determinado assunto? Essa simples técnica pode ajudá-lo a dominá-lo!

4226
Na imagem, uma mulher fazendo anotações em um caderno enquanto lê em um notebook

Estabelecer uma rotina de estudos, por si só, já é difícil. Imagine então quando é preciso estudar um tema que você tem dificuldades ou com o qual não está familiarizado. Mas você sabia que existe uma técnica que ajuda nesse processo? É a Técnica Feynman.

Quem é da área de humanas, por exemplo, costuma ter dificuldades com conteúdos de exatas. Com esse método de quatro passos (+1 adicional), é possível agilizar o aprendizado. Neste artigo mostramos como ela funciona e sua aplicação. Papel e caneta na mão!

O que é a técnica Feynman?

A técnica Feynman é uma metodologia de estudos que auxilia o cérebro na compreensão de um tema. Ela foi desenvolvida pelo físico americano Richard Feynman, ganhador de um Prêmio Nobel em 1965, por suas contribuições no campo de eletrodinâmica quântica.

O objetivo do Método Feynman é estimular o órgão a entender sobre um assunto de maneira aprofundada, ainda que ele seja complexo para quem o estuda.

Para que serve a técnica Feynman?

Nem sempre o que precisamos estudar é de fácil compreensão. Por exemplo: quem é programador, provavelmente terá mais facilidade para aprender uma nova linguagem de programação que uma pessoa que nunca teve contato com esse universo.

banner

Em vestibulares isso é ainda mais comum. Afinal, quem tem domínio de um campo da ciência, normalmente tem dificuldades de compreensão do outro. Assim, na hora do estudo, a concentração é maior no campo de afinidade, para garantir uma boa nota. O tempo que sobra é usado para tentar entender um pouco mais sobre os demais temas.  

O objetivo da técnica criada por Richard Feynman é, justamente, a de garantir que as pessoas aprendam qualquer conteúdo de maneira efetiva. Para isso, ele desenvolveu quatro passos que devem ser seguidos para agilizar esse processo.

< Leia também: Mindset de Crescimento: o que é e como ter essa mentalidade />

Como funciona a técnica Feynman?

A técnica é pautada por quatro passos, mais um adicional de reforço. Para executá-los, a pessoa deve escolher o tema que possui dificuldades ou necessidade de aprender rapidamente.

Feito isso, a sequência deve incluir uma lista de tudo o que se sabe a respeito sobre aquele tema, a tentativa de transmitir esse conhecimento para uma outra pessoa e a revisão do assunto.

Como pode perceber, a ideia do Método Feynman é estimular o cérebro a aprender um assunto a partir de técnicas de organização.

5 passos para aplicar a técnica Feynman?

A técnica elaboradora por Feynman inclui quatro passos simples. Para executá-los, basta atenção, concentração e organização. Ao fim, o estudante ainda executa um quinto passo, de reforço, para garantir o aprendizado.

Se você está curioso e quer saber como potencializar os estudos, veja mais detalhes sobre cada um deles.

Escolha um conceito

O primeiro passo para aprender algo é, justamente, ter clareza do que será aprendido. É neste momento então que você deve definir o tema de estudo. Seja específico e foque naquilo que tem dificuldade.

Depois da definição, pegue uma folha em branco e escreva o tema no cabeçalho. Abaixo dele, você deve anotar tudo o que sabe sobre o assunto, mesmo que seja superficialmente. Lembre-se que clareza é fundamental no processo de aprendizado, por isso, use termos simples e faça conexões que o ajudarão.

Por fim, sempre que aprender algo novo sobre o tema, adicione as informações nesse mesmo papel. Adote um esquema mental que já funciona para você, assim, terá mais facilidade ao reler o material e identificar o conteúdo.

Ensine esse conceito para um leigo

Sempre que ensinamos algo a alguém, também estamos aprendendo. Isso acontece porque a concentração é maior neste momento. Dito isso, o segundo passo é justamente o de repassar o tema em formato de explicação.

Use suas anotações para ensinar alguém. Seja didático, claro e simples, como se estivesse ensinando para uma criança. Caso não tenha um público de verdade, vale recorrer ao imaginário. O importante aqui é testar sua capacidade de transmitir conhecimento.

Identifique falhas na sua compreensão do conceito

Enquanto estiver explicando o conteúdo para alguém (ou fingindo explicar), você será capaz de perceber o quanto sabe, de fato, sobre o assunto.

Concentre-se em mapear os trechos de maior dificuldade, ou seja, aquelas lacunas que impediram você de ter um discurso fluido durante sua explicação.

Com esses pontos identificados, o terceiro passo é revisitá-los. Releia suas próprias anotações e, se preciso, recorra a novas pesquisas para explorar mais o tema e garantir sua total compreensão.

Revise, organize e simplifique

O último passo do método Feynman estabelece uma revisão do trabalho já feito. Isso significa reler o material que criou e buscar maneiras de simplificá-lo ainda mais.

Agora que você já tem mais familiaridade com o assunto, esse trabalho será mais fácil. Provavelmente conseguirá fazer conexões mais assertivas, dar exemplos mais claros e criar uma história que faça mais sentido para o seu cérebro.

Para finalizar, leia o material em voz alta na tentativa de identificar oportunidades. Se perceber que o entendimento ainda não é completo, é necessário mais estudo.

Repita todo o processo

Embora a técnica Feynman se resuma aos quatro passos anteriores, um quinto foi adicionado para reforçar o processo. Nele, você deve repetir todas as etapas, a fim de garantir domínio total do assunto.

De acordo com o próprio Richard Feynman, a repetição é a chave para a compreensão. Quanto mais você lê, mais você absorve e, consequentemente, aprende.

Exemplo de aplicação da técnica Feynman

Na imagem abaixo, um exemplo da técnica Feynman aplicada ao famoso Teorema de Pitágoras. Embora ele se trate, basicamente, de uma fórmula matemática, é possível encontrar dificuldades de entendimento entre os que não têm grande domínio das ciências exatas.

Reprodução: College Info Geek

Note que as primeiras linhas da folha foram dedicadas a explicar o conceito do Teorema. Ao lado da palavra right triangle (triângulo retângulo), um desenho ilustra a forma. Já ao lado de hypotenuse (hipotenusa), um parêntese reforça a definição da palavra.

Por fim, a explicação é seguida da fórmula e de um desenho, que reforça sua estrutura, assim como um cálculo exemplificativo.

Por que a técnica Feynman é importante para os líderes?

Um dos papéis de um líder é ensinar. Entretanto, com a rápida evolução das áreas, é difícil garantir conhecimento absoluto sobre todos os temas.

A técnica Feynman pode, neste caso, ser usada para melhorar o entendimento sobre um assunto específico. Assim, sempre que for necessário dominar algo relacionado à área, o profissional pode seguir os passos para se familiarizar mais e ser capaz de orientar o seu time.

>>> E já que o assunto é aprendizado, que tal ter acesso a dezenas de cursos e bootcamps liderados por profissionais de referência do mercado, além de imersões internacionais?

Tudo isso é possível para os assinantes XPE Multi, uma plataforma digital da XP Educação, que é voltada para as áreas de tecnologia, negócios e investimentos. Com ela, você se destaca no mercado e se prepara para as melhores oportunidades.

Quer saber mais? Acesse a página oficial Multi e confira todas as informações.