Dividendos de ações: o que são e como aumentar o rendimento com esse tipo de investimento?

Entender o que são dividendos de ações é colocar a mão em parte do dinheiro de uma empresa que rende recorde de vendas em um mês ou trimestre. Se imaginar neste patamar é o sonho de qualquer investidor.

É por isso que os dividendos de ações se tornaram um tipo de investimento lucrativo para quem não é dono de uma empresa, porém deseja aplicar a renda e receber o valor dos lucros obtidos por ela.

Porém, o investimento em dividendos não é uma tarefa fácil, pois exige conhecimento sobre os indicadores e a porcentagem recebida ao longo da jornada.

Vamos descobrir juntos?

O que são dividendos?

Dividendos são uma fatia dos lucros de uma empresa que podem ser repartidos aos acionistas como forma de remuneração. Esse rendimento tanto proporciona a permanência dos investidores, como possibilita atrair novas pessoas para se tornarem sócios de grandes companhias.

Nesse sentido, existem vários tipos de dividendos: de dinheiro, Fundos Imobiliários, de Capital Próprio, Especial e de ações, este último que veremos logo adiante.

O que são dividendos de ações?

Dividendos de ações é quando o investidor recebe o pagamento em ações em vez de dinheiro.

Supomos que um investidor possua 300 ações de uma multinacional e receba três ações a cada 100 em sua carteira. Então ele terá direito a nove ações como pagamento, entendido?

Vamos exemplificar de outra forma:

Imagine que uma empresa é uma pizza, e que cada fatia é uma quantidade de ações, certo? Como uma pizza tem várias fatias, você deve se atentar ao tamanho da sua (a sua participação nos ativos), pois ela representará o percentual do lucro que a empresa distribuirá, ou seja, o seu dividendo é proporcional ao tamanho da sua fatia.

Assim sendo, se a companhia resolver distribuir toda a pizza, ela pagará 100% dos dividendos, provavelmente um valor polpudo. No entanto, essa é uma prática bastante incomum, visto que normalmente as empresas pagam, em geral, 25% (ou 1/4) dos lucros para os investidores.

As companhias justificam o percentual baixo porque o restante ė investido em bens materiais, como maquinários, ampliação da estrutura física, etc.

Mas fica uma dica! Não se preocupe com o valor da ação, pois, como vimos, ela pode aumentar a quantidade de um acionista. Lembre-se de que o tamanho da pizza em determinado momento pode ser pequeno, mas com o rendimento da empresa, a tendência é aumentar.

Como funciona o pagamento dos dividendos?

Cada acionista recebe os dividendos conforme o número de ações que possui, ok? Mas não espere o pagamento mês a mês, já que não há um cronograma fixo, o que não garante o pagamento de uma empresa em tempo regular.

Mesmo assim, é possível encontrar companhias que pagam com frequência, e também com valores acima do percentual mínimo de 25%.

Para se ter uma ideia, os dividendos de fundos imobiliários trabalham de outra forma, pois eles são obrigados a repassar a maior parte dos lucros aos cotistas, além da distribuição dos proventos frequentes com valores altíssimos.

Quer investir na Bolsa do jeito certo? Faça o download e tenha um guia prático sempre em suas mãos

Imagem da campanha de um livro digital gratuito com o tema "Guia da bolsa para Investidores" da Xpeed School.

Quais são as vantagens de receber dividendos?

O desejo da maioria dos investidores de renda variável é obter lucro a longo prazo. Uma possibilidade alta, visto que empresas pagadoras de proventos são menos atingidas em momentos de instabilidade financeira, o que leva a uma distribuição linear de ações.

Isso ocorre porque normalmente as companhias detentoras de ações são mais consolidadas no mercado, o que possibilita repasse aos investimentos mesmo em situações desfavoráveis.

Outro fator sobre os dividendos de ações é em torno da isenção do Imposto de Renda. Como a empresa pagadora deduz o imposto antes de distribuir os lucros, o investidor recebe seguramente um valor líquido, evitando a contribuição da dedução fiscal.

Como investir em dividendos?

Agora que você já sabe o que são dividendos em ações e sua real importância, vamos ao passo a passo para você investir do jeito certo.

1. Abra a conta em uma corretora de confiança

O primeiro passo para investir em ações na bolsa de valores é abrir uma conta em uma corretora, de preferência, com bom nome no mercado. E isso você pode contar com a XP Investimentos, uma das maiores empresas do país, com ótima reputação e mais de 2 milhões de clientes ativos.

2. Transfira seu dinheiro

Você deve fazer uma transferência monetária do seu banco para a conta em uma corretora.

3. Compre as ações

Você pode contar com a assessoria da XP Investimentos para ajudá-lo a comprar as melhores ações e, assim, montar uma carteira bem definida.

4. Potencialize o seu capital

Use sua expertise para usar bem o rendimento vindo das ações. Então, que tal aproveitar os lucros adquirindo mais ações após a próxima distribuição de proventos? Pense nisso!

Quer dar os primeiros passos no mundo dos investimentos? Aproveite o nosso curso com materiais exclusivos pra você

Imagem da campanha de um curso online sobre "Os primeiros passos no Mundo dos Investimentos" da Xpeed School.

Como se aprofundar no ramo das ações?

Saber o que são dividendos de ações pode ter aberto um leque na sua vida, pois certamente percebeu o quão é lucrativo e seguro. Mas saiba que são vastas as aplicações na Bolsa de Valores, por isso, quanto mais você entender o ramo dos investimentos, mais fácil para negociar com segurança e ter um rendimento quantitativo.

Pensando nisso, a Xpeed School sugere para você o curso Aprenda a Investir na Bosa de Valores, de Leandro Rassier, que mostrará os conceitos essenciais para investir em ações, e como os agentes econômicos impactam na economia.

Vai ficar de fora? Nem pensar! E mais um lembrete: compartilhe este conteúdo em suas redes sociais para atrair seus amigos e familiares para uma vida mais lucrativa e interessante.

spot_img

Continue Aprendendo

spot_img