O que é Open Market? Conceito e importância para a política monetária

O open market é um instrumento essencial para a realização da política monetária brasileira. Este espaço de compra e venda de títulos é operado pelo Banco Central e influencia diretamente no poder de compra do brasileiro — seja ele um investidor ou não. 

Neste artigo, reunimos as informações mais importantes para te ajudar a entender o que é open market, quais as operações realizadas neste espaço e sua importância para a economia do país. 

Continue a leitura e saiba mais! 

O que é open market

De acordo com o dicionário de finanças da Rico, Open Market, no Brasil, se refere ao conjunto de transações realizadas com títulos de renda fixa, de emissão pública ou privada. 

Detalhando um pouco mais, podemos dizer que o open market, ou mercado aberto, é o ambiente no qual o Banco Central, principal autoridade monetária do país, negocia títulos públicos com instituições financeiras (chamadas, no contexto do open market, de dealers). 

Em um primeiro momento, conhecido como Mercado Primário, as operações no open market acontecem exclusivamente entre o Bacen e as instituições financeiras comerciais. 

Após a negociação, os bancos comerciais podem negociar os títulos em uma segunda instância — os investidores — no mercado secundário. 

>>> Leia mais: saiba tudo sobre o Banco Central — significado, principais funções e importância

Níveis de Open Market

A diferenciação do modelo das operações com títulos públicos acontece por meio da divisão do open market em dois níveis. 

A seguir, vamos conhecer cada um deles.

1- Nível primário 

  • O que ocorre neste nível? Operações realizadas exclusivamente entre o Bacen e os dealers (instituições financeiras credenciadas). 
  • As operações em nível primário estão abertas para o público em geral? Não!
  • Como são feitas as operações em nível primário? Neste nível, as transações tendem a ser bastante flexíveis, podendo acontecer por telefone ou internet.

2- Nível secundário 

  • O que ocorre neste nível? Os Bancos (dealers) realizam operações junto a outros participantes, incluindo os investidores em geral.  
  • As operações em nível primário estão abertas para o público em geral? Sim!
  • Exemplo de operação de open market em nível secundário: investimento no Tesouro Direto

Quais operações acontecem no open market?

No open market, acontecem as operações de compra e venda de títulos públicos pelo Banco Central. Estas operações são essenciais para a manutenção do equilíbrio na gestão econômica do país. 

Mas para que a nossa afirmação faça sentido para você, precisamos explicar com detalhes como e por que cada operação acontece neste ambiente. 

Compra e venda de títulos públicos 

No mercado aberto, o Banco Central negocia a compra ou a venda de títulos públicos com a intenção de injetar ou extrair dinheiro da economia do país. Esta é uma estratégia para regular a liquidez — aqui entendida como a capacidade de qualquer ativo de se converter em dinheiro — e manter a inflação próxima do valor estipulado pela taxa Selic

Quando o Banco Central precisa enxugar a liquidez de mercado no país (ou seja, reduzir o poder de compra atrelado à moeda) em um movimento chamado de contracionista ou restritivo, ele vende títulos públicos para as instituições financeiras. Isso faz com que a quantidade de moeda disponível e circulante no mercado diminua. 

Se, em contrapartida, o Bacen tiver a intenção de aumentar a liquidez em um movimento expansionista, ou seja, dar um gás na economia do país, ele compra títulos dos bancos. Dessa forma, injeta dinheiro no mercado.  

Qual a importância do mercado aberto na economia? 

O mercado aberto é um dos principais instrumentos da política monetária brasileira. A política monetária, por sua vez, é o conjunto de medidas adotadas pelos governos para assegurar o controle da oferta da moeda no país e, consequentemente, controlar a inflação. 

Com a compra e venda de títulos públicos atrelada ao open market, é possível, como apontamos no tópico anterior, controlar a oferta de moeda na economia e regular a taxa Selic. 

Agora você já sabe o que é open market e quais as suas principais operações. Para ficar mais fácil assimilar tudo o que dissemos até aqui, que tal um exemplo? 

Suponhamos que o Brasil esteja vivenciando um momento de alta nas reservas estrangeiras no país. Para controlar os preços e evitar o aumento da inflação neste cenário, o Banco Central entra em ação e vende títulos públicos no open market. Dessa forma, ele retira moeda de circulação e estabiliza o quadro. 

Continue aprendendo: a educação financeira pode abrir sua mente! 

Se entender o que é open market foi um dos seus primeiros passos rumo a um entendimento mais profundo sobre o mercado financeiro do país, que tal dar mais um passo à frente? Nossa indicação é o curso Combo: o beabá financeiro. Em 1h30, você aprende sobre juros, inflação, taxa Selic e mais! Faça a sua inscrição e caminhe para se tornar um expert!

spot_img

Continue Aprendendo

spot_img