Dicas para fazer um planejamento financeiro de casal

Ter uma vida a dois pode ser mais fácil quando há controle financeiro em conjunto

Quando duas pessoas decidem viver juntas e compartilhar a vida, um dos dilemas que sempre causam divergências de opiniões e até brigas é o dinheiro. Por estarem acostumados a viver individualmente, a vida financeira é um dos pontos que devem estar em comum acordo para dar certo. Por isso, ter um planejamento financeiro de casal é uma etapa essencial ao compartilhar a vida com alguém. 

Falar sobre finanças por si só já é um tema que gera discussões, agora imagine para duas pessoas que querem viver juntas, sendo que cresceram em famílias diferentes, com costumes e pensamentos diferentes?

É preciso muita responsabilidade financeira. Se você está pensando em dar esse passo com seu parceiro(a), o planejamento financeiro deve ser um tema em pauta.

Para lhe ajudar nessa organização, confira neste artigo os detalhes do por quê se preocupar com isso, bem como algumas dicas de como se planejar e dividir as finanças entre o casal. Confira!

banner de ebook "finanças para casais"

Por que fazer um planejamento financeiro de casal?

Como o próprio nome já diz: a importância é o planejamento. Ter uma vida planejada pelo menos ao mínimo sempre vai fazer a diferença na hora de realizar suas ações no cotidiano, seja ela no âmbito profissional ou pessoal. 

Quando levamos esse assunto para uma vida a dois, é ainda mais relevante, pois os gastos sempre vão ser maiores, já que são duas pessoas que desejam suas próprias coisas.

Então, investir em um planejamento financeiro de casal, melhora o controle de gastos e previne o surgimento de dívidas, principalmente quando são pessoas recém-casadas que ainda não estão acostumadas com essa divisão de afazeres e finanças. 

Além disso, contribui para poupar economias e até investir aquele dinheiro que sobrou no final do mês. 

Alinhar a realidade econômica vai fazer a diferença na convivência. Nesse sentido, o uso de planilhas financeiras e outros aplicativos vão auxiliar e evitar que ocorram situações desagradáveis. 

Você sabia que quatro em cada dez casais brigam por divergências com dinheiro? Você não quer isso para a sua vida, certo? Então, prepare-se desde já para evitar problemas. 

Como dividir as finanças do casal?

Sabendo da importância de ter um planejamento financeiro, chegou a hora da prática. Como fazer isso? Muitas vezes você deve se sentir inseguro até mesmo em como começar a falar desse assunto sem gerar nenhum estresse, certo?

Às vezes é difícil, mas é essencial. E no final, vocês dois vão estar satisfeitos com o resultado. 

Primeiramente o óbvio, se as duas pessoas possuem renda, o natural é dividir todas as despesas, ficando a critério dos dois quem paga o que e quanto. Esse é o primeiro passo para dar certo. 

Outras recomendações que vão ajudar nesse controle financeiro são:

Ter objetivos em comum

Provavelmente se você e seu parceiro decidiram compartilhar a vida juntos, com certeza já falaram sobre o futuro e perceberam que têm objetivos em comuns, seja ele qual for. Isso já vai ajudar na hora de falar e organizar a vida financeira. 

Portanto, recomenda-se que liste os objetivos em comum do casal, no curto, médio e longo prazo, lembrando que imprevistos podem acontecer a qualquer momento. Não se iluda ou crie expectativas demais, é importante também ser realista e consciente. 

Desenvolver uma reserva de emergência

Sempre tenha cada um algumas economias guardadas. Isso vai além de ter para as compras individuais, pois essa reserva pode ajudar em momento de urgência que ocorram. 

E o indicado é tê-las em um banco, não notas ou moedas em cantos da casa, pois você pode acabar usando desnecessariamente.

Definir metas para os gastos e mantê-los em controle

Tudo que for gasto deve ser de plena transparência para cada cônjuge, de forma que ambos estejam de acordo e pensem juntos o que é necessário no momento ou não. Promover a educação financeira um com o outro.  

Querem jantar num lugar mais caro neste mês, mas comprar um produto para a casa parcelado? Que tal esperar quando estiver menos apertado?

Muitos conflitos surgem devido a decisões tomadas de forma individual, então ter essas metas financeiras de gastos, controle e de economias vão ajudar na melhor convivência e vida financeira.

Vocês também podem usar a regra dos 50-15-35:

  • 50% da renda são reservados para os gastos essenciais, como transporte, alimentação, moradia e saúde;
  • 15% da renda vão para prioridades financeiras, como dívidas atrasadas ou algo que precise; 
  • 35% da renda para despesas com estilo de vida. Aqui entram os hobbies e demais situações de lazer.

Respeitar o padrão de vida do casal

Quando são recém-casados há aquela empolgação de fazer várias coisas, decorar toda a casa de uma vez, fazer viagens, entre outras situações. Lembre-se: só façam se realmente conseguirem pagar. Pare e pense na realidade financeira de vocês e todos os custos que vão ter juntos a partir de agora.

Não é porque agora existe um salário a mais que as despesas devem crescer na mesma proporção. 

Planejar aposentadoria

Nunca deixe de planejar sua aposentadoria, pois esse poupar dinheiro vai fazer a diferença anos à frente quando você já estiver exausto e sem condições de trabalhar.

Vocês podem contratar um plano de previdência privada, que permite acumular recursos no longo prazo para ter um rendimento no futuro. 

Lidar com crises financeiras e conversar sobre o assunto

O equilíbrio e a conversa devem ser prioridades para um bom rendimento financeiro e relacionamento do casal. Conversem sobre esses dilemas de finanças, seus objetivos, metas, gastos e ajustem em orçamento e divisão de tarefas. 

Investir dinheiro

Além de ter um dinheiro reservado, você pode separar uma parte dele para investir e gerar ainda mais renda. Pense que fazer investimentos é uma forma de preparar o futuro, ter uma aposentadoria tranquila, tirar sonhos do papel e se proteger de possíveis imprevistos futuros.

O que mais existem hoje são locais para você investir dinheiro. O primeiro passo é procurar conteúdos sobre o assunto e entender qual é o seu perfil de investidor. 

Fazer uma planilha compartilhada de gastos

Use ferramentas online (Mobillis, Organizze, Orçamento Fácil, Minhas Economias), planilhas do Google e demais opções que ajudem vocês compartilharem os gastos e ter controle do dinheiro que sai e que entra.

Planejamento financeiro de casal não pode ser um tabu!

Portanto, fazer um planejamento financeiro de casal vai ser um grande auxílio para a vida a dois e para viverem mais tranquilamente. 

A forma de como administrar o dinheiro influencia no relacionamento e na vida juntos. Casais que não têm uma boa comunicação sobre finanças tendem a ter mais problemas no relacionamento.

Então, comece agora a se planejar. Confira um conteúdo que vai lhe ajudar com detalhes sobre a vida financeira de casais.

spot_img

Continue Aprendendo

spot_img