Como criar uma marca pessoal e se diferenciar no mercado

Aprenda como criar uma marca pessoal em 10 passos simples e entenda como se mostrar para o mundo de forma autêntica

Quer aprender a como criar uma marca pessoal? Você está no lugar certo.

Sabia que as pessoas lembram ou falam de você quando estão longe por conta dos seus aspectos? Seja na oralidade, entrega de produtos/serviços ou ainda por ser autoridade em determina área.

A sua marca pessoal é a união do SEU EU (valores, personalidade, temperamento e comportamento) com a SUA PROFISSÃO (formação, experiência, networking e portfólio).

Entenda ao longo do conteúdo o que é e como criar uma marca pessoal, aspectos benéficos e muito mais. Boa leitura!

O que é marca pessoal?

Uma marca pessoal é a identidade que uma pessoa cria para si mesma. Pode ser composta por vários elementos, como o nome, o visual, a personalidade e o comportamento. A marca pessoal é importante porque ajuda as pessoas a se destacarem dos outros e a serem lembradas por seus atributos positivos.

Como você se vê → Sua marca pessoal ← Como os outros te veem

Ela deve ser marcante para os outros no âmbito pessoal e profissional. Fique atento(a)!

Por que ter uma boa marca pessoal é importante?

Ter uma boa marca pessoal é importante porque ela pode ajudar as pessoas a se lembrarem de você e a reconhecerem seus talentos. Também ajudar as pessoas a se conectarem com você e a confiarem em você.

As principais vantagens são:

  • Mais fácil de construir;
  • Conecta nome e trabalho;
  • Maior conexão com clientes;
  • Possibilidade de parcerias, consultorias e palestras.

Aprenda como criar uma marca pessoal em 10 passos

Confira abaixo o detalhamento e saiba como instituir sua marca pessoal no mundo.

1. Preserve uma boa imagem pessoal

Uma imagem pessoal adequada ajuda as pessoas a serem percebidas positivamente pelos outros. A sua imagem diz muito sobre você.

Analise sua aparência, comunicação e comportamentos. Preste atenção e faça ajustes nos aspectos mais chamativos, posteriormente cuide até chegar aos detalhes.

Por exemplo, a aparência é extremamente importante em nossa sociedade. As pessoas são constantemente julgadas pelo seu aspecto, e aqueles que se cuidam bem são mais bem-sucedidos.

Ter um bom visual não significa somente estar bem-vestido, mas sim estar bem cuidado. Isso inclui ter um corpo saudável, uma pele bonita, cabelos bem tratados e unhas limpas e bem cuidadas.

Como criar uma marca pessoal? Vista-se bem. (Fonte: Pexels)

2. Seja genuíno

É importante que tenha atitudes honestas, isso porque as pessoas percebem quando você faz algo com certo interesse. Seja autêntico nas suas relações e na sua vida. Além disso, não imite outros profissionais, estilos e enfim. O foco é ser quem você é.

3. Saiba contar a sua história

O storytelling pessoal é importante porque permite que as pessoas se conectem com você de uma maneira mais profunda e significativa.

As histórias que você compartilha sobre sua vida permitem que as outras pessoas entendam quem você é, o que motiva você e como você pensa. Elas também podem ajudar as pessoas a se relacionarem com você de uma maneira mais amigável e emocional.

4. Tenha foco

Para ter foco na carreira profissional, é importante ter objetivos claros e definidos. É preciso saber o que se quer conquistar e ter um plano de ação para alcançar esses objetivos.

Sem foco alinhado com a sua marca pessoal, fica mais difícil identificar oportunidades e avançar na carreira. Além disso, é importante ter disciplina e manter a persistência nos objetivos.

5. Faça networking

Gerar e ter conexões além do digital é essencial. O networking é importante por diversos motivos. Ele pode ajudar você a conhecer pessoas que podem se tornar amigas, parceiras de negócios ou até mesmo mentores profissionais.

Além disso, o networking pode ajudar você a ter acesso a oportunidades de emprego e a informações valiosas. Por fim, pode ainda ajudar você a se manter atualizado sobre as últimas tendências do mercado e a se conectar com outras pessoas que compartilham dos mesmos interesses.

<Leia também: conheça as 10 soft skills mais valorizadas pelo mercado />

6. Seja coerente

Ser coerente significa manter uma imagem consistente em todos os momentos. Isto significa vestir-se conforme o seu ambiente de trabalho, falar de forma profissional e evitar comportamentos pessoais que possam ser interpretados negativamente.

Lembre-se que a sua imagem profissional é o modo como os outros percebem e tratam a sua empresa ou marca. Mantê-la coerente ajudará a reforçar a sua reputação e aumentar a confiança dos clientes.

7. Saiba lidar com seus erros

É importante lidar com os erros profissionais de maneira adequada para que eles não se tornem um problema maior. É preciso analisar o que deu errado, aprender com eles e tomar medidas para que não se repitam no futuro.

Além disso, é importante ser honesto, nos negócios, com os colegas de trabalho, ou em qualquer outra situação, pois, a desonestidade pode afetar drasticamente a imagem de alguém.

8. Seja inspirador

Quando se trata de ser inspiração para alguém nos negócios ou no ambiente profissional, é importante ter em mente que a inspiração é algo que vem de dentro. Sendo assim, ninguém inspira outra pessoa com fingimento, ou forçando situações.

A inspiração é algo que surge naturalmente, quando se é apaixonado pelo que faz, ou por comprometimento. Se você quer ser uma inspiração para alguém, então precisa estar disposto a dar o seu melhor, mostrando aos outros que é possível ter sucesso nas demandas, nos negócios e em outros aspectos da vida.

9. Viva a sua marca

A sua marca pessoal deve estar com você onde quer que vá. Ela precisa te representar. Isso vale para pessoas ou negócios.

No geral, o importante é saber o que é relevante para a sua marca e o que não é. Dessa forma, você poderá criar uma marca pessoal forte e coerente, que conseguirá atrair a atenção do seu público-alvo.

Você também pode fazer ações autênticas em forma de liderança, orientação ou retribuição de algo feito por outro alguém.

Como criar uma marca pessoal? Tenha uma estratégia digital e esteja presente nas redes sociais. (Fonte: Pexels)

10. Tenha estratégia digital

Se você quer ser reconhecida(o), deixe sua mensagem por onde passa. Inicie nas relações interpessoais e posteriormente nas redes sociais pessoal e corporativa, como o LinkedIn.

Compartilhe experiências enriquecedoras em trabalhos realizados, divulgue cursos e eventos da área, escreva sobre a atuação e muito mais. Afinal, quem não visto ou lido, não é lembrado. Crie um impacto positivo, em espaços offline e online.

Entenda sobre Personal Branding

Personal branding é a prática de comercializar a si mesmo e sua carreira como se você fosse uma marca. É um processo contínuo de desenvolvimento e gerenciamento de sua reputação pessoal para que ela esteja alinhada com seus objetivos profissionais.

A marca pessoal pode ajudá-lo em sua carreira, diferenciando-o da concorrência, tornando-o mais reconhecível e memorável e, finalmente, ajudando você a conseguir o emprego ou a promoção que deseja.

Apesar dos benefícios da marca pessoal, muitas pessoas relutam em fazê-lo porque pensam que é egoísmo ou autopromoção.

No entanto, a marca pessoal não é sobre se gabar ou se vangloriar. Feita corretamente, é uma maneira de se apresentar ao mundo de maneira honesta, precisa e autêntica.

<Leia também: como a gestão de carreira pode contribuir para seu crescimento profissional />

Fuja dos inimigos da sua marca pessoal

Em alguns momentos é normal o desânimo, mas não se deixe abalar e fuja dos inimigos. Logo, aquilo que você não quer que esteja por perto na sua vida:

  • Falta de confiança;
  • Medo de opiniões;
  • Querer perfeição;
  • Falta de um propósito;
  • Falta de autenticidade.

<Veja: 5 motivos para tudo o que você sabe sobre trabalho em equipe estar errado />

Ser e fazer mais do mesmo? Não.

Para se destacar no mercado de trabalho, é importante ter um bom currículo e conseguir se apresentar bem em entrevistas. Além disso, é importante ter um bom network e estar atento às oportunidades. Outra dica importante é investir em cursos e certificações que possam te ajudar a ter visibilidade.

Quer aprender mais? Participe do bootcamp Analista de Inovação. Um conteúdo completo que vai te ensinar tudo sobre como se tornar um Analista de Projetos nas organizações, cobrindo os pilares tecnologia, user experience e cultura ágil.

São assuntos focados no que você realmente precisa aprender e desenvolver! Você poderá estudar onde e quando quiser!

Conheça a assinatura Multi Mais e tenha acesso imediato a TODOS os cursos e bootcamps oferecidos pela XP educação!

spot_img

Continue Aprendendo

spot_img